Seu navegador não suporta ou está com o JavaScrip desabilitado, por conta disso, pode ocorrer falhas nesse site.

Posso ser mandada embora por justa causa?

Posso ser mandada embora por justa causa?

Sim, você pode ser mandada por justa causa, desde que você dê motivo. Existe um rol de motivos para que você seja mandada por justa causa. Normalmente, é uma conduta que não é apropriada no ambiente do trabalho, da qual se você fizer, inclusive se você fizer por várias vezes, isso vai levar à justa causa. Normalmente, a empresa informa o funcionário de que aquela situação não é correta através de uma advertência. Depois, através de uma suspensão. E, finalmente a situação não foi consultada através das nossas da causa. Mas existem motivos mais graves na qual você pode ser mandada embora por justa causa em uma única oportunidade, por exemplo: se você vier a furtar a empresa, é motivo para, assim, justa causa e alguns dos seus direitos trabalhistas você vai perder por conta disso.

Trabalhei sem registro e fui mandado embora, quais os meus direitos?

Trabalhei sem registro e fui mandado embora, quais os meus direitos?

A primeira coisa que a gente precisa entender o que estava descrito nesse contrato, se você trabalhou como funcionário, você tem os direitos, como se fosse um CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). Lá você vai ter direito ao décimo, terceiro férias, os reflexos. Agora, o que precisa entender, é o que foi combinado. O combinado nunca é caro, e ele precisa, honrar com que estava lá descrito. É isso. O importante é conversar com um advogado trabalhista que vai poder te orientar.

Posso fazer acordo para sair da empresa?

Posso fazer acordo para sair da empresa?

O acordo é algo realmente feito dentro das empresas, justamente quando o funcionário que sair o patrão não quer mandar embora. Então, muitas, muitas vezes, existe uma conversa no sentido de: “posso te mandar embora, porém a multa dos quarenta por cento você vai ter que devolver uma empresa”. Isso é um de rotina que acontece. A lei possibilita que, inclusive se você quiser, esse acordo seja feito no Judiciário, para que o juiz possa assinar para você. Mas o acordo entre empregado e empregador é algo comum e pode ser sim combinado, de modo que o empregador não tenha todos os custos, uma vez que você quer sair da empresa. Então isso acontece em nossa lei trabalhista permite.

Quero fazer um inventário na cidade diferente da que eu moro, como funciona?

Quero fazer um inventário na cidade diferente da que eu moro, como funciona?

Você precisa procurar um advogado para que ele entenda toda a documentação, inclusive a documentação do falecido e também dos herdeiros, para verificar quem é que vai ter a propriedade, porque o inventário é, um processo pelo qual a gente transfere a propriedade do falecido para a pessoa que tem o direito. Então é importante entender isso. Uma vez entendido e, se não tiver menores envolvidos e nem discussão, você consegue, inclusive, fazer num cartório da cidade. Então é importante você procurar um advogado que vá te dar toda orientação no segmento, até mesmo porque um inventário PRECISA da assinatura do advogado.

Márcia pergunta: Tenho 8 anos e 10 meses de contribuição, consigo me aposentar?

Márcia pergunta: Tenho 8 anos e 10 meses de contribuição, consigo me aposentar?

A Regra hoje para você aposentar por idade, (para mulher), precisa ter pelo menos quinze anos de contribuição. No seu caso, Márcia, não daria. Já, por tempo de contribuição, precisaria ter pelo menos (regras gerais), trinta anos, que também não dá. Então, nesse caso, você precisa continuar contribuindo para que você consiga sua aposentadoria.

O que fazer quando o auxílio doença é cortado?

O que fazer quando o auxílio doença é cortado?

Quando se tem um auxílio doença, Provavelmente, ele advém de uma doença que você tem. Para que o INSS, a previdência, possa te pagar, necessariamente, você precisa fazer perícia médica, porque é um médico que vai dizer se você deve permanecer com aquele benefício ou se, por exemplo, você deve voltar ao mercado de trabalho.
Então, obrigatoriamente, você precisa ir, até o INSS e marcar nova perícia, na qual o médico vai verificar a sua situação e, se realmente você continuar com a doença, você vai continuar com o benefício. Dali um tempo, normalmente você vai ter que fazer uma nova perícia para verificar se é devido ou não a continuidade desse benefício.

Como saber o tempo para se aposentar?

Queria saber o tempo que falta para eu me aposentar

O advogado previdenciário, normalmente faz o cálculo para entender qual o valor que você já contribuiu, qual é o tempo que você contribuiu e aí ele vai entender se já é possível aposentar ou não. Lembrando que, em regras gerais, é preciso olhar caso a caso.

Mas o homem se aposenta com pelo menos trinta e cinco anos de contribuição, e a mulher, com trinta anos de contribuição, levando em consideração que também pode ser aposentada pela idade, sendo que a mulher precisa ter algo em torno de sessenta anos, e o homem, sessenta e cinco anos.

Existem muitas regras, então para você ter ideia, se você estiver longe disso, não vai conseguir se aposentar. Mas, é preciso ser visto caso a caso. O advogado é a melhor pessoa para te orientar e para te ajudar nesse ponto.